top of page

Autoria: Francisco J. S. Calaça

Título: Diversidade do Cerrado em linhas, pontos e cores. 2022.

Material: Guache, aquarela e nanquim sobre papel algodão. 

Dimensão: Dimensões variáveis

Resumo científico: as ilustrações representam diferentes aspectos da diversidade do Cerrado, incluindo sua fauna, flora e funga, bem como representações culturais encontradas nesse ecossistema, como as tradicionais mulheres quebradeiras de côco-babaçu. Em sentido horário: mulher quebradeira de côco-babaçu, besouro cerambicídeo, cogumelo mágico da espécie Psilocybe cubensis, miscelânea de frutos do Cerrado, a gralha-do-campo (Cyanocorax cristatellus), ipê-amarelo, símbolo do Cerrado e, no centro, uma paisagem do Cerrado devastada pelo fogo de ação humana.

WhatsApp Image 2022-10-23 at 18.35.24.jpeg

Autoria: Antônio S. F. de Sá; Francisco Calaça; Lucas L. da Silva &

Mazulkieliche J. dos Reis

Título: Particularidades e Peculiaridades da Funga do Cerrado. 2022.

Material: Impressão em papel fotográfico.

Dimensão: Dimensões variáveis

Resumo científico: A obra revela a diversidade de fungos, através de um olhar fotográfico.

Autoria: Solange Xavier dos Santos e Geovane Pereira da Silva

Título: EmbolorArte. 2022.

Material: Culturas de diferentes espécies de fungos sobre meio BDA em acrílico.

Dimensões: Dimensões variáveis

Resumo científico: A obra revela a micodiversidade (diversidade de fungos) onipresentes ao nosso redor, mesmo que invisíveis ao nosso olhar. No entanto, basta que o ambiente favoreça para a vida expresse suas cores.

Autoria: Flavia Fabiana

Título: Povos do Cerrado. 2022.

Material: Impressão fotográfica em Oxford.

Dimensão: Dimensões variáveis

Resumo científico: A obra retrata uma forma diferente de expressar nossa imagem. E, ao mesmo tempo mostra a diversidade dos povos do Cerrado.

Autoria: Pluralidades do Cerrado. 2022.

Material: Impressão em papel fotográfico

Dimensão: Dimensões variáveis

Resumo científico: As pluralidades do Cerrado refletem a imensa diversidade da região e a necessidade de estudos que visem à preservação do bioma, o uso sustentável das espécies e uma melhor qualidade de vida da população. As fotos expostas são resultado de um concurso realizado pelo projeto @pluralidades do Cerrado.

 

1º Concurso de fotografias do projeto “Pluralidades do Cerrado”. UEG.

Selecionados:

Francisco Calaça; Regiane de J. Costa; Anderson R. Sobrinho; Pollyany P. Martins; Eduardo B. C. Lima; Felippe De Faria; Tulio A. Araujo; Ítalo de A. Soares; Lucivânio O. Silva; Beatriz Morais; Diego C. Oliveira; Eduardo R. de Araujo; Isabella G. Viana; Vanessa Fabeni; Gustavo G. de Lima Bays; Erika de F. Roldão; Laryssa C. M. Oliveira.

Convidados:

Andreia Juliana R. Caldeira; Hélida Cunha; Mazulkieliche J. dos Reis.

WhatsApp Image 2022-10-23 at 20.27.11.jpeg

Autoria: Rodolpho Rodrigues

Título: Fita de DNA. 2022

Material: Animação em 3D - 1920x1080 pixels

Resumo científico: Representação em 3D da fita de DNA baseada em uma estrutura molecular. Animação para enfatizar a rotação da fita helicoidal.

WhatsApp Image 2022-10-23 at 18.37.08.jpeg

Autoria: Rafael Oliveira

Título: Por que somos diferentes? 2022.

Material: Crochê, arame e madeira.

Dimensão: 100x30 cm

Resumo científico: O DNA é um polímero presente em todas as células, desde bactérias até animais como os seres humanos. É formado por uma dupla fita em forma de hélice unida por bases nitrogenadas. Tem função de hereditariedade, transmitindo caracteres para a prole ou clone de um ser vivo. Estes se apresentam na forma de um código genético, escrito em linguagem de bases nitrogenadas púricas e pirimídicas. O DNA está envolvido em diversos processos na célula como a síntese proteica e a replicação/condesação das fitas durante a divisão celular. É o grande centro coordenador dos mecanismos celulares. Para tornar mais simples e compreensível a estrutura tridimensional do DNA, este modelo foi criado, utilizando de materiais pouco usados em modelos semelhantes, como o barbante na arte de crochê e miçangas. No modelo, os cilindros coloridos representam as desoxirriboses e os fosfatos, comuns a todo nucleotídeo da dupla fita. As miçangas unidas ao eixo central representam as bases nitrogenadas, com 4 colorações para melhor visualização e entendimento. Foi usado MDF para o eixo central e fita dupla face para fixação de barbante nele. Os cilindros de crochê foram preenchidos com espirais de plástico.

Autoria: Rafael Oliveira

Título: Vida em Construção. 2022.

Material: Nanquim s/ papel.

Dimensão: 66x44cm

Resumo científico: O polímero de DNA assume diferentes níveis de empacotamento, a depender da fase que a célula se encontra do ciclo celular. Quando em Intérfase, G1, está como cromatina, o menor nível de condensação da estrutura. Na fase S passa pela replicação e em G2 prepara-se para a divisão celular. Seja em meiose ou mitose, o DNA, antes em cromatina, se condensa formando nucleossomas com proteínas histonas, que se condensam ainda mais culminando no maior nível de empacotamento do DNA, o cromossomo, atingindo seu auge na metáfase da fase M do ciclo. A ilustração mostra de forma divertida, através da arte chibi em nankin os níveis de empacotamento do DNA nos diferentes momentos do ciclo celular. O uso de “operários” na ilustração busca um alívio cômico e mostrar que a condensação não ocorre por acaso, ou sozinha, mas é um processo mediado por outras moléculas, diversas proteínas, dentro e fora do núcleo celular.

WhatsApp Image 2022-10-23 at 18.38.06.jpeg

Autoria: Ana Clara Diniz & Mariana Telles

Título: Migração: Pixel sobre Gel. 2022.

Material: Impressão sobre papel fotográfico.

Dimensão: 50x75 cm

Resumo científico: A obra foi inspirada em um material didático publicado no volume 16, Nº2 de 2021 da revista “Genética na Escola” que apresenta uma atividade om o objetivo de desvendar a ocorrência de paternidade múltipla e ninhos de tartarugas utilizando marcadores moleculares.  

Autoria: Thaís Cidália V. Gigonzac & Marc Alexandre Gigonzac

Título: Modelo Genético do Copo no Autismo. 2022

Material: Bolas coloridas de diferentes tamanhos em taças de vidro.

Dimensão: Dimensões variáveis

Resumo científico: O modelo genético que explica o TEA conhecido como "modelo do copo" é um modelo de herança multifatorial. Nesse modelo, são considerados os impactos das diferentes variantes genéticas e ambientais com maior ou menor risco associado ao TEA. Quando esses fatores de riscos, com pesos diferentes, interagem e se manifestam ultrapassando um limiar, surgem os sinais dentro do espectro do autismo. Essas variantes são representados por bolas diferentes e a borda do copo representa o limite. Na maioria dos casos não ocorrem apenas alterações em um único gene, pelo contrário, elas envolvem distúrbios complexos em vários genes importantes para os processos biológicos, como também em genes que controlam o neurodesenvolvimento.

Autoria: Andreia J. R. Caldeira & Geysa A. V. Gomes

Título: Ciclos da vida. 2022.

Material: Bordados em bastidores.

Dimensão: Dimensões variáveis

Resumo científico: O ciclo celular é considerado o ciclo de vida de uma célula, representando uma série de estágios de crescimento e desenvolvimento. A primeira linha representa as etapas da Mitose, onde uma célula mãe dá origem a duas células-filhas com o mesmo número de cromossomos. A segunda, terceira e quarta linhas representam a sequência da Meiose (Meiose I, seguida da Meiose II), onde cada célula-mãe dá origem a quatro células-filhas, diferentes entre si (em função do crossing-over) e com a metade do número de cromossomos. A mitose ocorre em células somáticas e a meiose ocorre exclusivamente para formar nossos gametas (células reprodutivas).

Autoria: Altair Filho M. Souza

Título: Chromosom:  Informações genéticas dos indivíduos. (2022)

Material: Porcelana fria sobre papel.

Dimensão: 30x30 cm (cada).

Resumo científico: Essa obra retrata o conjunto de diversos  conjuntos cromossômicos os alterados e não alterados. Os cromossomos são longas fitas de DNA associadas a proteínas histonas em estruturas complexos que podem ser assistidas à microscopia de luz em células metafásicas. Essas estruturas estão localizadas no núcleo e diferem de espécie para espécie. Os seres  humanos têm 46 cromossomas em cada célula somática.

Sequência dos quadros (linhas, da esquerda para direita):

Cariótipo feminino (normal)   

Síndrome de down                         

Síndrome de Edwards

Síndrome de Cri-du-Chat       

Síndrome de patau   

Síndrome de klinefelter

Síndrome de Turner               

Síndrome do Cromossomo X Frágil

Cariótipo masculino (normal)

Autoria: Tailanne G. B. Andrade & Vinicius Alves

Título: Rearranjo de Vinila. 2022.

Material: Tubos em pvc e linha de algodão.

Dimensão: Dimensões variáveis.

Resumo científico: Para realizarmos essa obra, foi usada uma técnica com cano pvc e fios coloridos de algodão para demonstrar uma das classes de anomalias genéticas que é a mutação cromossômica. Usamos fios coloridos para pontuar quais são as sequências genéticas de cada cromossomo.  Usamos um cano com um tipo de cromossomo estável, para assim poder comparar com 3 tipos de mutações. Retratamos nos canos algumas mutações cromossômicas, sendo elas: a inversão que é quando a sequência genética se inverte, uma duplicação que é a formação de um segmento extra no gene e a deleção, quando há a perda de uma porção de um cromossomo. O intuito norteador por trás dessa obra é demonstrar, através de técnicas artísticas, e pensando na importância didática, como são as alterações que acarretam disfunções morfológicas e fisiológicas nos mais diversos organismos.

Autoria: Talita F. M. Aguiar, Francisco J. S. Calaça & Andreia J. R. Caldeira

Título: Câncer - A origem - Da primeira mutação à invasão. 2022.

Material: Guache, aquarela e nanquim sobre papel algodão.

Dimensão: 60x40 cm

Resumo científico: O esquema representa a formação de um tumor. O câncer surge a partir de uma mutação genética, ou seja, de uma alteração no DNA, que passa a receber instruções erradas para as suas atividades. O processo de formação do câncer é chamado de carcinogênese ou oncogênese e, em geral, acontece lentamente, podendo levar vários anos para que uma célula cancerosa prolifere e dê origem a um tumor “visível” e sintomático. Embora sejam anormais, as células tumorais também dependem de nutrientes e oxigênio para sobreviver e crescer. É por isso que emitem sinais para que novos vasos sanguíneos sejam criados e orientados para o tumor, a fim de nutri-lo. A angiogênese tumoral está relacionada ao crescimento da massa tumoral e às metástases, que é quando o tumor invade outros tecidos, ou seja, células tumorais “caem” na corrente sanguínea e “vão buscar abrigo” em outros órgãos.

Autoria: Andreia Juliana R. Caldeira & Maria João Santos

Título: Aventuras de Super Milla e Carlitos. 2022.

Material: Impressão serigráfica sobre azulejos.

Dimensão: 20x30cm (cada).

Resumo científico: As narrativas visuais, como os quadrinhos, são ferramentas populares que podem contribuir para a educação e a comunicação científica para diferentes públicos. Dentro dessa perspectiva, foi criada uma história, que enfatizou o conceito sobre Anisakis spp. e as metodologias de prevenção da anisaquíase.

Autoria: Marianny Amorim; Andreia Juliana R. Caldeira

Título: Caminhos para 2030. 2022.

Colunas em foam adesivadas

Dimensões: Dimensões variáveis

Resumo científico: Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são um apelo global à ação para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente e o clima e garantir que as pessoas em todos os lugares possam desfrutar de paz e prosperidade. Essas são as metas para as quais as Nações Unidas estão contribuindo para que possamos alcançar a Agenda 2030 no Brasil e no Mundo

bottom of page